Cirurgia bariátrica melhora a produtividade no trabalho

TrabalhoProdutivo

Cirurgia bariátrica melhora a produtividade no trabalho

Uma pesquisa divulgada pelo Journal of the American Medical Association (JAMA) mostrou que a cirurgia bariátrica (redução de estômago) tem impacto não apenas na qualidade de vida, mas também aumenta a produtividade no trabalho de quem passou pelo procedimento.

De acordo com a publicação, as pessoas que passaram pela cirurgia bariátrica, após três anos, deixaram de apresentar uma condição chamada de “presenteísmo”, que ocorre quando a pessoa vai para o trabalho, mas é improdutiva ou tem baixa produtividade, por apresentar problemas de saúde relacionados à obesidade como depressão, pressão alta, diabetes, entre outras implicações frequentemente sofridas por quem é obeso.

O estudo analisou 2019 pessoas que passaram pela cirurgia bariátrica, dos quais 1265 estavam empregados e foram incluídos na amostragem de produtividade. A taxa de ausência no trabalho diminuiu 5% no primeiro ano.

A obesidade tem sido considerada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como uma epidemia mundial e seu crescimento preocupa e tem crescido também no Brasil, onde a realização da cirurgia bariátrica aumentou 7,5% no último ano.

A cirurgia bariátrica é recomendada para quem é considerado obeso e junto com um atendimento multidisciplinar que inclui psicólogo, nutricionista e fisioterapeuta faz com que a pessoa mude seus hábitos e emagreça com saúde, reduzindo assim as complicações causadas pela obesidade como pressão alta, diabetes, colesterol alto, entre outros problemas de saúde.

São os hábitos de vida, ou seja, alimentação ruim e falta de exercícios físicos regulares, apontados como principais motivos para o crescimento da obesidade no Brasil e no mundo.

A obesidade é calculada por meio do índice de massa corporal (IMC). De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) é considerado obeso quem tiver IMC acima de 30. Para o peso normal, o IMC deve estar entre 18,5 e 24,9.  Entre 25 e 29,9, é considerado sobrepeso.

Os comentários estão encerrados.

Send this to friend